Na ponta do lápis

0
393

Passado o final de ano e o período de maior movimento no comércio, é tempo de refazer as contas e programar os gastos para 2016. Embora muitos se esqueçam, os primeiros meses também são responsáveis por boa parte dos nossos vencimentos, com o pagamento de impostos como o IPVA, para os que possuem veículos, ou a rematrícula e a compra de material, aos que têm filhos em idade escolar.

Impulsionados pelas facilidades de crédito e pela “reserva” obtida com o 13º salário, muitos fizeram dívidas que irão perdurar pelos próximos meses e aumentaram a coleção de boletos ou de faturas do cartão de crédito. A esses, o ideal é que atividades supérfluas no ponto de vista das finanças – como uma viagem não planejada com antecedência ou as comemorações excessivas de Carnaval – deixem de ser realizadas, para que o orçamento mensal não seja comprometido totalmente e os gastos não sejam “perdidos de vista”.

Já que despesas como IPVA, IPTU, matrícula e material escolar são inadiáveis, é indispensável que seja feita uma programação desde os primeiros meses. Muitas vezes, simples medidas nos trazem consequências imensamente benéficas e garantem um ano muito mais tranquilo para o bolso. Um exemplo é dedicar alguns minutos para fazer contas e colocar “na ponta do lápis” quantos por cento do salário serão destinados às compras parceladas, dessa forma, o consumidor já impõe um limite aos próximos gastos e passa a saber o que é possível ou não de ser realizado.

Muitos produtos e serviços são oferecidos com desconto para os pagamentos à vista. Tente utilizar o pagamento em espécie sempre que puder, pois isso ajuda a entender com precisão o quanto está sendo gasto, controlando melhor as contas. Se for realmente necessário dividir as compras com seus cartões de crédito, nunca se esqueça de considerar as parcelas vindouras nos orçamentos dos outros meses.

Converse e ensine questões financeiras aos seus filhos e ao seu cônjuge, leia assuntos com eles e planeje sonhos em comum como forma de recompensa. Pode-se comprar algum novo eletrodoméstico ou fazer uma viagem, por exemplo.
Para evitar complicações financeiras, é fundamental que os consumidores menos prevenidos se programem e mantenham o foco em gastos realmente imprescindíveis. Afinal, manter as contas em dia e o nome limpo é um fator importantíssimo para a felicidade de qualquer um.

SEM COMENTÁRIOS