“Alô, alô Brasil! Aqui fala a Rádio Nacional do Rio de Janeiro!” A frase dita pelo locutor Celso Guimarães, em 12 de setembro de 1936, deu início a transmissão da rádio que se tornou a principal emissora do país e que entre os anos 1940 a 1950 consolidou se como o verdadeiro símbolo da “Era do Rádio”.

JC1093-1104

O espetáculo Nas Ondas do Rádio foi idealizado em formato de teatro de revista e traz aos palcos de BH a nostalgia da programação que alegrava ouvintes. Inspirado no auditório da Rádio Nacional, o público também faz parte da peça e poderá conferir a apresentação de pequenas cenas de rádio-teatro intercaladas com os números musicais e os jingles de propagandas inesquecíveis. A plateia poderá conferir programas como “Alvorada Cabocla”, o humor dos esquetes do “Edifício Balança Mas Não Cai”, a radionovela “Em Busca da Felicidade” que foi ao ar em 1941 e durou 3 anos, o Repórter Esso, que ficou no ar até 1968 e manteve o slogan: “a testemunha ocular da história” e ainda as homenagens aos cantores e cantoras do rádio, com a interpretação ao vivo das músicas de Alvarenga e Ranchinho,

Carmem Miranda, Dalva de Oliveira, Ângela Maria além das marchinhas de Carnaval.
A Rádio Nacional ‘vai ao ar’ às 19horas deste domingo, dia 24 de janeiro, no palco do Grande Teatro do Palácio das Artes e se reapresenta nos dias 23 e 24 de fevereiro no Teatro Bradesco às 21 horas. Em cena vedetes, atores, cantores, comediantes e todo o luxo e glamour da época dourada do teatro de revista fazem do espetáculo uma ótima opção para quem quer se divertir!

SEM COMENTÁRIOS