Levantamento realizado pela Sontra Cargo comprovou que somente alimentação, segurança, higiene e cuidados com o veículo estão à frente de conexão de banda larga. A internet já é fundamental para a maioria da população, mas para os caminhoneiros parece uma realidade distante, levando-se em conta que passam horas viajando de um ponto ao outro. No entanto, pesquisa recente realizada pelo aplicativo que conecta caminhões a cargas, sobre o perfil desses profissionais revelou que para 19,5% a internet é uma das três principais necessidades nos pontos de parada, abaixo de questões básicas: alimentação (61,7%), estacionamento (49,9%), segurança (27,1%) e serviços mecânicos (22,3%).

caminhoneiro-700x466

O levantamento também mostrou que a necessidade por internet está relacionada ao crescimento dos smartphones, onde 71,8% dos caminhoneiros possuem aparelhos próprios com acesso a internet e 62,1% afirmam acessar diariamente a rede. “Isso demostra a importância que a internet tem entre a categoria e o crescimento do meio, principalmente com planos e pacotes mais acessíveis”, diz Bruno Moreira, diretor de marketing da Sontra Cargo.

Ainda de acordo com o estudo, 42,1% usam o celular para a busca de cargas, 25,8% para interagir nas redes sociais, 24,3% acompanhar as notícias e 5,4% buscam entretenimento. “A internet proporcionou que na própria região em que foi entregue o produto, o caminhoneiro seja capaz de procurar e negociar um preço justo para voltar com outro frete até a região que saiu, potencializando os ganhos”, esclarece Moreira.

SEM COMENTÁRIOS