O internauta Márcio Alexandre, publicou no Facebook uma proposta de redução dos salários dos vereadores (R$ 12.459,92), ou que no mínimo os proventos sejam revisados e equiparados por lei ao dos professores da rede municipal (R$ 3.883,81). Segundo ele,

não é uma questão de diminuição do papel da Câmara ou esvaziamento da função dos vereadores, muito menos de por em dúvida o conteúdo técnico do parlamentar e de suas respectivas assessorias. Seria demagógico imaginar que essa redução transformaria a organização política do Estado, já que para tal, seria de vital importância pensar em uma redução no âmbito estadual e federal. Contudo, com a iniciativa popular e com a aprovação dos vereadores , eleitos pela população do município, serviría de exemplo ao restante do estado, e consequentemente do país.

urna-eletronica

Ainda de acordo com ele, os vereadores devem legislar em favor da população “e se todo o poder emana do povo, que seja feita a vontade do povo”.
Márcio Alexandre anuncia que será realizada uma reunião para debater o assunto, neste sábado, 16, às 15h, na Rua José Barra do Nascimento, 1364, bairro Eldorado.

Uma primeira manifestação, na mesma rede social, foi feita por Wenderson França, que considerou boa a iniciativa, embora acredite que esta não seja a solução.

Acho que o problema maior não é o salário e sim enfiar na cabeça do infeliz que ele tem que legislar para o povo e não em causa própria ou em favor de partidos políticos e interesse de uma única classe. Mas acho que deveria, sim, equiparar os salários, ressalta.

Ivan Marques Silva diverge. “Não é reduzindo salário que as coisas podem melhorar. Ao invés de abaixar salário de qualquer um, deveriam é os governantes terem a consciência do valor de um professor e pagar a ele um salário digno de sua profissão. Por que não pagam ao professor um salário igual ao que ganha um vereador?”

SEM COMENTÁRIOS