Ciclistas e motociclistas

0
66

Elas são transportes sobre duas rodas e o condutor precisa de equilíbrio para conduzi-las e também estão envolvidas em graves acidentes nas áreas urbanas do país. De acordo com o Ministério da Saúde, só em 2014, foram registradas mais de 205 mil internações por acidentes de trânsito. Desse total, mais de 105 mil acidentes envolvendo bicicletas ou motocicletas, sendo que as situações com esta última representam mais de 90% dos casos.

JC1092-0903

De acordo com a especialista Raquel Holz, um dos fatores que podem colaborar com os índices de acidentes com motocicletas é a ideia, muito comum entre a população, de que se aprende a dirigir no trânsito.

Esquecemos que o recém-habilitado não tem ainda experiência suficiente para aplicar o que aprendeu no processo de formação. E talvez este seja um dos fatores que mais contribuam para a grande participação de motociclistas nas estatísticas de acidentes de trânsito do Brasil.

Ela acrescenta que é preciso reavaliar o projeto pedagógico do processo de formação. “Aqui no Brasil, o que geralmente acontece, é que é destinado pouco tempo para a aprendizagem na primeira aula prática para conhecer os fundamentos do veículo”.

Um dos pontos que Raquel defende é a aula prática em via pública. “Estudos em simuladores de risco sinalizaram que motociclistas iniciantes possuem uma percepção de risco menos desenvolvida do que aqueles com experiência”, defende Raquel.

SEM COMENTÁRIOS