Avaliação

0
66

Em recente encontro das forças de segurança do município, que reuniu a Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, foi feito um balanço do ano de 2015. Os dados e estatísticas da PMMG foram apresentados pelo comandante da 2ª Região da PM, cel. Roberto Lemos. De acordo com ele, o roubo consumado representa, atualmente, 92% do total de crimes cometidos em Contagem. Ele apresentou um gráfico no qual os dados evidenciaram uma relação direta da diminuição dos crimes com os investimentos públicos ao longo dos anos.

O balanço apresentado pela Polícia Civil de Minas Gerais ficou a cargo da delegada, Ana Maria dos Santos. Ela informou que o governo estadual está executando uma obra no bairro Cidade Industrial. Ela acredita que a intervenção, com 70% do projeto já concluído, deverá ser finalizada no ano que vem e vai resolver os problemas físicos da instituição. Além disso, segundo ela, deverão chegar novos policiais. Em 2015, foram contabilizados 2.197 inquéritos policiais e 3.031 Termos Circunstânciados de Ocorrência (TCOs), até o início de dezembro. Em 2014, foram totalizados 2.967 inquéritos e 3.829 TCOs.

Ocorrências – De acordo com o capitão bombeiro João Paulo Ferrone, neste ano houve uma diminuição no número total de ocorrências devido à criação de duas unidades especializadas. Outra contribuição mencionada pelo capitão foi o trabalho da Defesa Civil de Contagem com o levantamento das áreas de risco na cidade, ajudando na eficácia das ações preventivas.

O comandante da GMC, Willian Cesário, ressaltou as ações de conscientização promovidas em toda a cidade, por meio das quais cartilhas com orientações sobre como atuar para prevenir a violência foram entregues à população e comerciantes nas oito regiões, além de destacar a sanção da lei que permite o armamento da Guarda Municipal; as 92 novas câmeras “Olho Vivo”; a implantação de Núcleos de Justiça Comunitária; os cursos de qualificação profissional e a reativação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública; a ampliação das redes de Vizinhos, Comerciantes e Indústrias Protegidas e o encerramento da Feira da Toshiba.

SEM COMENTÁRIOS