Saúde

0
24

Os servidores públicos municipais da Saúde tanto pressionaram que conseguiram. Representantes da categoria estiveram presentes em peso nas últimas duas plenárias e protestaram contra a administração municipal e reivindicaram melhores condições de trabalho e remuneração. Em uma das oportunidades, duas representantes do Sind-Saúde Contagem ocuparam a Tribuna Livre para apresentar a situação dos servidores e as reivindicações da classe.
Além das muitas críticas à administração municipal, que não tem cumprido aquilo que prometeu à categoria, a servidora Márcia Áurea Luiz também usou a tribuna, ratificando as palavras da sindicalista Rafaela Carvalho e pedindo ação da Câmara Municipal.

Nós trabalhadores estamos sendo oprimidos pela nossa chefia e sofrendo com péssimas condições de trabalho”, reclamou. “Vou cobrar que os vereadores passem nas unidades de saúde de alta periculosidade. Peço que cumpram sua função de fiscalizar a Prefeitura e que olhem por nós, concluiu.

No grito, conquistaram inversão de pauta e a atenção dos parlamentares no sentido de agilizarem os trabalhos para que as leis que podem beneficiar a categoria sejam votadas ainda este ano e entrar em vigor em 2016, como as férias de 25 dias úteis e os vales-alimentação.

SEM COMENTÁRIOS