Temas para o Enem 2015

0
86

Há uma grande ansiedade dos estudantes que vão fazer as provas do Enem em relação ao tema da redação. Embora essa preocupação seja pertinente, já que uma boa nota na redação facilitará o ingresso deles no curso e na instituição de preferência, o que deve ficar claro é que nem sempre adivinhar o tema significa a produção de um bom texto. O mais importante é saber desenvolver bem a redação.

Os estudantes devem ficar atentos aos assuntos polêmicos da atualidade, pois estando bem informados e sendo habilidosos no exercício da escrita, conseguirão redigir bons textos. Certo é que adivinhar o tema não é garantia de boa nota. Além disso, com tantos assuntos polêmicos estampados nas páginas das diferentes mídias, as chances de acerto na antecipação do tema são remotas.

As propostas de redação do Enem contemplam questões sociais, ecológicas, ambientais, ou problemas da atualidade. Por isso o mais importante é o aluno buscar o máximo de conhecimento sobre tais áreas para, no dia da prova, realizar uma boa reflexão escrita.
O texto do aluno deve apresentar, na introdução, um panorama geral do tema, evidenciando sua importância e a linha de raciocínio que será seguida no desenvolvimento do texto. O mais importante é o aluno demonstrar que possui uma ideia global sobre o assunto. Se ele conseguir discorrer bem sobre os diversos aspectos que o tema revela, articulando bem os argumentos, sem dúvida, fará uma boa redação. Feito isso, basta o candidato encerrar o texto, apresentando uma proposta de intervenção social, respeitosa e equilibrada.

Antes, portanto, de adivinhar o tema, é preciso ter o máximo de informação e conhecimento sobre os assuntos que foram recorrentes nos noticiários, nos editorais, nas páginas de opinião, nas reportagens, entrevistas e em programas especiais de rádio e TV. Tendo esse embasamento e dominando bem a estrutura do texto dissertativo-argumentativo, a preocupação com o tema ficará em segundo plano.

Mas, para os que gostam de especular sobre os prováveis temas de redação, recomendo que pesquisem sobre os assuntos que estiveram em evidência na mídia, nos últimos dois anos, pois, de algum modo, todos apresentam ou apresentaram desdobramentos sociais, econômicos, políticos, ou ambientais importantes. Assim merecem destaque: crise da água, intolerância religiosa, tecnologia e desenvolvimento sustentável, ética e política, maioridade penal, racismo e homofobia, importância do esporte ou dos jogos olímpicos de 2016, respeito às diferenças, descriminalização das drogas, corrupção humana, PEC das domésticas, importância da leitura e da escrita, analfabetismo funcional, saúde pública, educação ou novos modelos de educação, violência, segurança, os limites entre humor e bullying, os limites entre estética e saúde, terceira idade, liberdade de expressão e mídia, o direito dos índios no Brasil, ativismo em redes sociais, abusos em trotes universitários, trânsito nas grandes cidades, conceito de família, justiça com as próprias mãos e diálogo entre ciência e sociedade.
Todavia, independente do tema escolhido, o estudante deve ler sobre esses e outros assuntos da atualidade. Quanto mais conhecimento ele tiver, melhores serão as condições de definir os rumos de sua reflexão escrita e de demonstrar sua proposta de intervenção, segundo o tipo dissertativo-argumentativo cobrado na redação do Enem. Sem falar que, com esses estudos, o candidato vai-se preparando também para todo o Exame, já que várias questões objetivas das provas do Enem envolvem assuntos da atualidade.
Boa sorte aos candidatos nas provas do Enem 2015!

José Doniseti da Silva – Professor de Língua Portuguesa, Redação e Literatura Brasileira, escritor e poeta. Blog:donisetiprofessor. bolgspot.com

SEM COMENTÁRIOS