Respeito ao cliente

0
1383

O respeito ao cliente é um dos postulados fundamentais da qualidade. Ele precisa ser bem informado sobre o que está comprando e quanto custa o que compra.

As informações sobre os produtos têm evoluído. Essa evolução precisa chegar à definição dos preços. Aliás, é preciso recuperar o jeito de dar preço de antigamente. Era possível fazer contas de cabeça, ter verdadeira noção do custo ao perguntar os preços nas lojas, ao colocar os produtos no carrinho do supermercado. Era possível calcular ao comprar. Esse cálculo é muito importante quando a inflação se acelera.

Para colocar preços de respeito ao cliente basta seguir outro princípio que aprendemos nas aulas de geografia e matemática e ao gerar gráficos nas planilhas de computador. Nos gráficos, arredondamos os indicadores, o que facilita a comparação entre as grandezas. Escrevemos 500, 1000, 1500. Nunca 499,99, 999,99, 1499,99.

Se a loja arredondar o preço de uma geladeira de 1999,99 para 2.000, o cliente vai gastar apenas um centavo a mais para poder comparar sem estresse seus recursos com o quanto vai pagar.

Sendo um comportamento contrário à boa comunicação, sua prática continua porque é um artifício de esperteza usado pelos lojistas. O cliente, fixando-se no primeiro algarismo, não registra a grandeza dos algarismos seguintes.
Tornou-se uma coisa tão comum que nos acostumamos com ela, diminuímos nosso senso crítico.
Mas é bom manter a atenção. A comunicação entre fornecedores e clientes precisa ser sincera e sem ilusionismo. Provocar uma ilusão logo no primeiro contato ao fornecer o preço não é um bom gesto de sinceridade.
É importante ser sincero, exigir sinceridade.
Wagner Matias de Andrade –  www.5s.com.br

SEM COMENTÁRIOS