Comitiva Esperança

0
1178

Neste sábado, 24 de outubro, às 20h, vai acontecer na Praça do Divino, Região da Ressaca, um encontro de violeiros para celebrar a autêntica música de raiz. A Roda de Viola Comitiva Esperança é um projeto que reúne violeiros e cantadores, liderados por Jordejaro Canguru, que leva a música de raiz para praças de Contagem, com patrocínio do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura. Nesta edição, além dos cantadores e violeiros tradicionais, haverá a participação especial de Develi Reis, morador da região, que em 2015 gravou o CD Paim do Sertão, também contemplado pelo FMIC, da Fundac.

Moacir Rodrigues Reis (Develi Reis) é representante da autêntica música de raiz. Homem rude e de formação empírica, tem a vida como professora e a música como companheira. Nasceu em Santo Antônio do Grama, Zona da Mata mineira, em 1941, no seio de uma família musical. Seu pai, sanfoneiro; seu tio, violeiro, animavam as festas do Divino, Folias de reis e outras cantorias em Raul Soares, cidade onde viveu dos seis aos 27 anos. Neste ambiente musical, aprendeu a tocar cavaquinho, violão, viola e acordeon, conta Develi:

acompanhava o pai tocando em festas na roça, a troco de galinha, leitão… Aos domingos tinha cantoria na casa do meu avô, era tudo simples e bão…

Veio para Contagem em 1968. Nos anos 70, 80 e 90, tocava em programas ao vivo nas rádios de Belo Horizonte, como a Guarani, a Jornal de Minas e a Inconfidência. Tocou também na Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Trabalhou muitos anos tocando na noite de BH, em casas como “João de Barro”, “Deles e Delas”, entre outras. Gravou seu primeiro CD, “Triste Abandono”, em 2001. Em 2015, com recursos do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura, aos 74 anos, gravou o CD “Paim do Sertão”.

Quem quiser mais informações sobre o evento pode fazer contato com Jordejaro Canguru (99687-4142) e Develi Reis (98602-7131)

SEM COMENTÁRIOS