Contabilidade é carreira em transformação

0
1391

A imagem de um profissional atrás de uma mesa, com uma calculadora e muitos papéis não é mais representativa da classe contábil. Como ocorre em todas as profissões, as novas tecnologias e a globalização têm alterado profundamente o exercício da atividade, especialmente nos últimos 20 anos.

“O profissional da contabilidade deixou de ser a pessoa que registra fatos passados para ser um consultor estratégico, com visão prospectiva e ampla do mercado”, explica o presidente do Conselho Federal de Contabilidade, José Martonio Alves Coelho.

A diversidade de campos de atuação do profissional da contabilidade é um atrativo para a atividade, além dos salários. No fim do ano passado uma publicação especializada em carreiras apontou as 42 profissões mais promissoras para 2015. Entre as 12 primeiras, 10 podem ser exercidas por contadores. Nas empresas, o salário médio da categoria é R$5 mil, e um profissional no início de carreira recebe cerca de R$2 mil. Como protetora da sociedade, a contabilidade desempenha papel central na maior participação e controle social.

“Apresentar as contas públicas de maneira fidedigna e clara contribui para a transparência na relação entre Estado e cidadão, e é a função do contador”, explica Martonio Coelho. Para obter o registro profissional é preciso ter concluído o curso de ciências contábeis e ter sido aprovado no Exame de Suficiência.

SEM COMENTÁRIOS