Superbactéria preocupa autridades da saúde

0
127

Os casos suspeitos de pacientes do Hospital Municipal infectados pelo micro-organismo Klebsielle pneu- moniae carbapenemase (KPC), também conhecido como superbactéria, foi tema de debate na reunião plenária da Câmara desta semana.
O vereador William Barreiro (PTdoB) criticou a falta de estrutura do sistema de saúde pública municipal e solicitou que a Comissão de Saúde da Casa avalie se houve negligência no caso das contaminações e se as medidas de controle estão sendo devidamente tomadas.

Temos um hospital que não suporta a demanda da cidade e não tem condição de crescer. A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) encaminhou um relatório para o diretor do hospital, falando sobre insumos e equipamentos para o controle das colônias de bactérias. Onde há fumaça, há fogo. É necessário que a nossa Comissão de Saúde investigue as responsabilidades, disse o parlamentar.

O presidente da Comissão de Saúde, vereador Rodinei Ferreira (PT), explicou que esteve no hospital e o diretor clínico Rodirley Diniz confirmou haver casos suspeitos de infecção pelo KPC, e que está tomando as medidas necessárias, inclusive com exames e isolamento dos casos suspeitos. Ele reafirmou o compromisso da Comissão de Saúde em acompanhar o caso de perto e auxiliar o HMC no que for necessário. E o vereador William Barreiro solicitou que o Legislativo faça um convite formal para que a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar compareça à Câmara para explicar detalhadamente a situação da infecção no Hospital Municipal de Contagem.

SEM COMENTÁRIOS