Sobre pernas e cérebro

0
126

JC1086-0202

A centopeia pode se dar ao luxo de aliviar o peso da pata machucada porque as outras patas estão prontas para uso.
O ser humano tem o melhor dos cérebros dos seres vivos. Mas só pode colocar o peso de seus desafios no seu cérebro se o seu cérebro estiver pronto para uso.

O que significa isso? Significa ter aprendido as noções fundamentais para cada desafio, manter o cérebro ativo. Como? O 5S ajuda.

Primeiro, com o Senso de Utilização, verificar quais são os desafios imediatos, de médio e longo prazos.
Verificar o que já sabe, o que domina bem e quais são seus pontos fracos para enfrentar seus desafios.

Geralmente, nossos pontos fracos estão relacionados com atividades ou conhecimentos de que não gostamos. Por exemplo, um estudante que gosta muito de português e não gosta de matemática, tem tendência a estudar mais português, coisa que já domina bem. É como melhorar a perna que já tem habilidade, sem cuidar da outra.

Há uma boa estratégia para superar essa limitação. E não é se convencendo que deve se sacrificar. Não. O sacrifício exige muita energia e força de vontade. No final vai se sentir fraco e desmotivado.
A estratégia é aprender a gostar de enfrentar desafio. Aliás, nem é aprender. Enfrentar e superar desafio é prazeroso e motivador. Foque nisso. Desafio bom mesmo tem dificuldades a superar. É isso que dá sabor à vitória.
Então, se não gosta de matemática, é matemática que vai lhe dar o prazer de enfrentar desafio.
A cada desafio superado, mais aumenta a autoconfiança, a vontade de enfrentar desafios. Assim, o cérebro fica pronto para cuidar do presente e qualquer tipo de futuro que se apresentar.
Wagner Matias de Andrade – www.5s.com.br

SEM COMENTÁRIOS