A diretoria do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-Ute Contagem) está orientando aos diretores de escolas que denunciem no Conselho de Alimentação Escolar – CAE, a falta de merenda e tudo que estiver fora do cardápio estabelecido. Isso se dá porque há algumas semanas a merenda servida nas escolas da rede municipal não contam com a carne.

JC1085-0404

Enquanto a Secretaria de Educação informa que houve um problema de licitação, a presidente da Comissão Gestora do Contrato da Merenda Escolar, em e-mail endereçado às escolas, garante que o problema é referente a questões administrativas e de logística.
Ainda segundo o SindUte, além disso, as crianças estão se alimentando de merenda doce, em três dias da semana, o que não atende os valores nutricionais previsto no Programa Nacional da Alimentação Escolar (PNAE).

O problema já chegou ao Legislativo pelas mãos do vereador Daniel Carvalho. Ele destacou a conversa com o secretário de Educação, quando recebeu a garantia de que o problema estaria resolvido imediatamente. “Não tenho porque duvidar, mas acho importante que esta Casa esteja ciente e possa adotar uma postura em defesa dos estudantes contagenses que precisam dessa merenda diariamente”, enfatiza.

SEM COMENTÁRIOS