Empresariado mineiro está de olho nas chances oferecidas pelo Mercosul

Belo Horizonte será, nos dias 14 e 15 de julho, a capital dos negócios no Mercosul. A cidade sediará o V Fórum Empresarial do Mercosul. Representantes dos cinco países buscarão a ampliação de negócios e a integração das cadeias produtivas nos setores de Ciências da Vida e Biotecnologia; Semicondutores, Tecnologia da Informação e da Comunicação; Agronegócio (alimentos, bebidas, máquinas e equipamentos); Startups e Turismo. Estão previstas as presenças do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel na abertura do encontro, às 9h do dia 14, no Teatro Sesiminas (Rua Padre Marinho, 60), do ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, e do ministro de Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite.

É ocasião especial para discutirmos o crescimento e a integração de importantes cadeias produtivas e seus componentes de inovação. É uma oportunidade para dialogarmos, trocarmos experiências e, principalmente, dar um salto no volume de negócios entre os cinco Estados-Membros do Mercosul, destaca o governador Fernando Pimentel.

Para ele, há potencial para o bloco econômico ser muito maior do que é hoje. “A capital do estado, com a participação do nosso empresariado e do povo mineiro, é o local ideal para essa aproximação”, afirma.

Para o presidente do Sistema Fiemg e vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Olavo Machado Junior, o evento representa a possibilidade do estreitamento de laços entre o Brasil e os componentes do bloco, além da diversificação das negociações comercias.

O Fórum abre a possibilidade de discussão sobre novos caminhos no mercado internacional, de oportunidades dentro do próprio bloco e, também de maior conexão entre as empresas dos cinco países, diz.

Contagem, 18 de Julho 2015

SEM COMENTÁRIOS